quinta-feira, 27 de março de 2008

Soneto a Yasmin

O inconsciente me traia quando te olhava,
Só o destino sabia que eu te desejava,
Meu amor oculto nem tão cedo se revelou,
Você com seu jeito doce minha solidão acabou

Escrevo-te de um jeito torto, e até errado,
Mais quem sabe o errado seja o mais certo,
E assim a solidão tenha de certo acabado,
E nossas almas cada vez ficavam mais perto,

Longe da dor, longe do terror, só o amor existia,
Eu de longe te admirava você só me olhava
A angustia de saber o que sentia, era o que me consumia

Sem saber que eu era quem realmente você amava,
Vivia sem amor, não tinha amante, sem saber que tinha uma,
E assim nossas vidas se juntaram, sem dúvida alguma.



Nenhum comentário: