segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Mais que carnal

As horas se arrastam, o dia fica sem cor quando estou sem teu amor,

Tua presença me traz tudo o que preciso, tira toda a minha dor,

Quando tu te ausentas, as nuvens negras se apoderam do céu claro,

A tristeza toma o lugar da felicidade, e o riso fica cada vez mais raro,

A cidade fica inerte, até o sol fica conciso, miúdo, tímido, apagado,

Meu coração inanimado tenta pulsar, mais só sente a saudade que você deixou,

Quando você saiu você levou o que eu tinha de bom, só me deixou tristeza,

A avareza do mundo em nos separar é surpreendente, mesmo não sendo pra sempre,

Nossos corpos podem se separar, mais o sentimento que nos une é mais que carnal,

É superior.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Paixão Animal

Minha vida já não é mais minha, não há controle nem ação,
Teus olhos são a minha direção, não ando mais em vão,
Antes meus passos eram dados em direções inúteis, sem razão,
Agora tenho um norte, tenho um coração que sigo,
Controlo e sou controlado por esse amor lascivo, essa paixão animal,
Essa luxuria descontrolada, necessidade e desejo fatal...

Mesmo com toda essa loucura, me encontro na lucidez dos teus braços,
Meu corpo conhece teus traços, sente teu calor e me joga na paixão,
O amor é um controverso jogo, e você um labirinto onde me perco,
Afogo-me em teus cabelos esses cachos que parecem tachos de prazer,
Ai quase sem fôlego te cerco em minha alma, e te sufoco sem querer,
Nessa ação desenfreada, não há espaço para arrependimentos.

Yasmin você para mim é mais que um motivo, é uma razão,
É chama que preciso e o calor necessário, não há motivo sem você.
O carinho que lhe ofereço é a prova do meu amor,
Aceite-o e nos prive da dor da desalmada distancia.


Voltando a escrever no modo direto, sem me preocupar com rimas ou quantidade de versos, enfim, LIVRE.