quarta-feira, 23 de julho de 2008

Para Yasmin.

Eu te amo!
E digo isso em alto e bom som,
Digo aos quatro cantos, e a quem quiser ouvir,
Pois você me ensinou que o amor é mais que sentir
Coração e alma em uníssono, amor verdadeiro,
Há tempos cultivado, e a pouco revelado,
Achei na tua alma meu porto, e nele aportei.

Quero nos teus braços descansar, na tua boca viajar,
No teu corpo velejar, e nos teus olhos me acalmar,
Vendo tua imagem me sinto criança, toco a felicidade,
Contemplo a paixão e desabo no prazer,
Tudo em você foi feito pra mim, ate as diferenças,
Nelas nos ajustamos, e no amor nos guiamos.

Mais uma vez...

Eu te amo.
E a contemplação desse sentimento inesperado,
Deixa-me intrigado e só me faz mais apaixonado,
Inebriado com teu beijo e tuas ações, nossas emoções,
Meu coração só vê razão em ficar contigo, em nada mais,
Universo de amor, mar de carinho, sol no olhar,
Amar-te é um presente, uma dádiva que recebi,
Pedido dos deuses que atendi...

No nosso amor não há normas nem regras,
O sacro e o profano se encontram sem medo,
Passado e futuro se fundem em um tempo inexato,
E tudo que temos é o presente, mais nada.
Esse amor é um presente pra nós.

terça-feira, 22 de julho de 2008

Soneto ao teu Sorriso...

Amo esse sorriso, marca maior da felicidade,
A perdição do carinho, o inicio do amor,
Ter você já não é querer, e uma necessidade,
Tu és o que eu preciso para a minha vida ter cor,

Este riso que passa um infinito ar inocente,
Mais que prefiro quando se da um pouco indecente,
E assim nessa troca de ares tão sutil e delicada,
Você por mim se torna cada vez mais amada,

Mais esse sinônimo de perfeição que traz na face,
É tão sublime que se torna até perigoso
Agradeço a vida a todo segundo por esse enlace,

Prometo entregar a ti o amor mais carinhoso,
Os gestos mais verdadeiros, e pra ti viver sem me abalar,
E desse sorriso espero nunca mais me afastar,


Soneto Publicado em 21/11/2007 acho um dos meus melhores, e é o que com certeza fala da coisa mais bela.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Sonetinho

A dor que sinto hoje é tremenda, quase insuportável,
Não te vejo, e é esse o motivo, sinto meu mundo instável,
sua mão me confortando, seu abraço que me segurava,
agora já não tenho nada, nem sua alma me sempre me guiava,

Vejo poesias e fotos, sonetos e anotações, tudo é torturante,
Pois em todas vejo seus olhos, ainda sinto seu corpo no meu,
Não sei se sentes algo parecido, se ainda me quer nesse instante,
Essa nostalgia amarga que corrói, sentimento que não sei se é seu,

Cada raio de sol faz sentir suas caricias, e o tempo só me engana,
Ele me mantém escravo do amor que sinto, saudade que vem,
Das promessas, das duvidas, das palavras que falamos na cama

Os problemas do mundo não me interessam, deles estou aquém,
Agora te peço que volte, e que não vá novamente, será meu pesar
Nossos corpos precisam do calor que só juntos conseguimos gerar.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

A você...

O meu amor é simples, sincero como uma criança indefesa,
O teu olhar tem a clareza que me faz sentir o prazer da vida,
O amor por você, sentimento que agora tenho com certeza,
A ida ao paraíso que tenho com teus beijos é só um sinal,

Querer estar contigo é um desejo constante, latente,
Subversivamente fulminante. E é assim que me sinto,
Fulminado, atingido, e nem reação esboço, não há,
O amor, a paixão, a saudade, o teu abraço,

O céu, a contemplação, a sensação de paraíso,
Sentimento e reações que só você consegue me passar,
Sinto que assim deveras extasiado sigo com você,
Observando cada passo, humilhado com sua beleza,

A dor de não te possuir deve ser mortal, a chama se extingue
Minha vida sem você não é completa, nada é cabal, nada existe,
Não te elegi, nem ao menos te busquei, o amor fez tudo,
Ele nos botou na mesma reta, e nela nos encontramos.

Em boa companhia

Menezeando fico eu
Josephiando fica você
Mais dia menos dias
Alguém vai tudo isso ler

Possa ou não ser,
Acontecendo ou não,
Ninguém que ler resistirá,
A poesia do nosso coração

Mais ainda te falo e prossigo
Ser poeta e mais que um dom
E isso esta se comprovando amigo
Joseph e Rhamom

Poetas da madrugada
Poetas do improviso
Que amam suas namoradas
Que porem são muito amigos

A amizade que nas letras é cultivada
Um futuro com sucesso será colhido,
Juntos, compartilhando o amor vivido,
Teremos sem duvida, a vida desejada

Admiro cada verso seu
Como quem admira o olhar da moça
E agradeço o cultivo da amizade
E complemento com um DEUS LHE OUÇA

Essa poesia foi feita no lugar mais inusitado possivel. em uma conversa pelo msn, eu e meu amigo Rhamon a fizemos de total improviso, de brincadeira, e resolvi postar aqui, ficou até bonitinha....
a parte mais clara é de minha autoria, e a mais escura foi feita por meu amigo.


Um mês sem postar nada, já recebi até bronca de alguns leitores enjoados do marasmo que esse blog se tornou, e o que tenho a dizer a eles é o seguinte:
Não é por falta de inspiração, muito pelo contrário, é a mais pura falta de tempo mesmo, tentarei postar mais, farei "das teclas coração" para postar com mais frequencia.