terça-feira, 28 de agosto de 2018


As vezes respiro fundo, como se faltasse o ar,
A água não mata a sede, parece mesmo é afogar,
A comida não sacia, nem chega a alimentar,
A tristeza está enraizada, daquelas que nada pode alegrar,
Falta você do meu lado, preciso sentir teu cheiro,
Aquele que me embriaga, como no dia primeiro,

Nem mesmo sei pra onde ir sem segurar tua mão,
Olho pra cima buscando algo, mas é sempre em vão,
O que preciso contigo, onde tenho que estar é no teu coração,
O perdão é um detalhe, serve até clemência, compaixão,
A demência me visita, já não posso enxergar nem sentir,
O que sinto é o sangue, percalço da cicatriz que a vida fez,
No meu coração, marcado, está o teu rosto em um entalhe,
Desenho perfeito, detalhe, que mesmo invisível se nota,
Mas tal qual a saudade que dói, aperta, violenta e seduz,
Mas não te traz de volta.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Sim



Não tenho mais muito o que te dizer a não ser o que já disse hoje à tarde,
não tenho muito o que mostrar a não ser o que mostrei nesses quatro anos.
Não sei se isso é bom ou ruim, não sei se isso é o suficiente, não sei se sou o suficiente.
O que sei e o que tenho a CERTEZA ABSOLUTA é que te amo muito,
Que quero passar a vida inteira ao teu lado,
que simplesmente não sei pra onde ir se no caminho pra onde for tu não estiver.
Não sei se a vida tem algum sentido, mas sei que o sentido da minha é do teu lado.
Não sei se o sentido da vida é ter um amor, mas sei que o sentido da minha vida é você,
É o amor que sinto por ti. Não sei se sou tudo o que você sempre sonhou,
Mas a cada dia tenho mais certeza que tu és o que eu sempre sonhei.
Não sei de nada, mas sei que te quero pra mim. Pra sempre.
O não foi a primeira coisa que tive de ti,
Mas o sim foi o que busquei incansavelmente até conseguir,
Depois que ele virou realidade não sonho com mais nada,
A não ser os teus mais tenros sonhos.
Eu te amo, mesmo com as adversidades da vida,
Mesmo com as brevidades que a vida supõe,
Lutando contra as desventuras que amor propõe,
Mesmo com as alegrias que o tempo corrói,
Ainda assim me ponho sempre ao teu lado,
Enfrentando o tempo, a vida, vivendo esse amor divino,
Por que sei que é do teu lado que minha vida encontrarei,
Meu amor,  meu bebe, o meu destino, a vida que sonhei.


quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Soneto L III



A vida me presenteou com você, o maior presente que poderia receber,
Demorou, mas não desisti, nem nos sonhos, até fazer por merecer,
Hoje aqui estou, para dizer que nada mudou, a ainda respiro essa paixão,
Agora que não está só nos sonhos mas também na vida e no coração,
 

Às vezes é difícil viver, mas juntos vamos conseguindo resistir,
A tristeza sempre é passageira quando se tem amor de verdade,
Qualquer caminho fica sendo o melhor, quando temos quem seguir,
Sempre teremos uma o outro, assim, sempre teremos felicidade,
 
Cumplicidade, força, desejo e tudo o que quisermos, basta nos termos,
Assim sempre teremos um guia, um norte, não importa onde iremos,
Te amo, e amo mais do que o amor pode amar, digo isso sem medo,
 
Um sentimento assim não morre nem perece tão cedo
Você tem esse toque, seja como for, a minha força restaura,
Te quero hoje, amanhã e sempre, minha Laura,

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

A dona do meu lar



Saudade
Por mais que eu não transpareça,
Que as atitudes falem que não,
Mesmo com minhas palavras em vão,
O meu amor ainda é o mais forte,
Ainda é tão certo quanto a morte,
Você ainda é a rainha dos meus sonhos,
Ainda é minha realidade mais linda,
A razão dos raros momentos risonhos,
Nunca me abandone, não tire minha vida,
Minha alma é sua, e disso não tenho saída,
Nem queria se tivesse, sem você estou perdido,
Já que és o único caminho que sigo,
O único que vou seguir,
O braço que quero descansar,
O peito que hei de me apoiar,
A boca que a minha quer,
O corpo no qual o meu se encaixa,
A princesa que para sempre vai reinar,
A dona do meu lar,
As vezes posso até não ser eu,
Mas sempre, sempre serei teu.