segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Soneto Nº13

O mundo pra mim estava perdido
E eu teimava em existir sem razão
A solidão que me deixava entorpecido
E me perdia nas armadilhas do coração

Não existia em mim força suficiente
Pra dominar a dor que já era aparente
Abandonado feito uma criança
Já havia perdido a esperança

E você sempre do meu lado,
Como um anjo trazendo amor
Agora como nunca me sinto amado,

Porque estamos juntos sem dor
Um amor limpo, quase infantil,
Que de uma amizade verdadeira surgiu,



Mais um \o/

2 comentários:

GiselleXL disse...

Ooooooo
q menino mais romantico, Gezuis!
Phi, o cara aqui is You!

ahauhauhaua

bjin =)

Editor do blog disse...

Fosse estudante de jornalismo, trataria de redigir meu perfil com a menor quantidade de erros possível. Por exemplo, aqui vai uma sugestão de correção do texto de seu perfil. Você escreveu "...tenho ideias proprias e as vezes idiotas, mais as vezes sao ate boazinhas...". Veja: idéias, próprias, mas e não mais, às vezes, são, até... Não leve a mal, meu caro. Sucesso.